Cibercrime: Empresas europeias ainda negligenciam a prevenção

As empresas europeias deviam ser mais vigilantes e dar passos que impeçam que o cibercrime perturbe as suas operações essenciais, alerta a Fujitsu.

29-05-2017
Sec427
A tecnológica Fujitsu é perentória ao afirmar que as empresas estão “desnecessariamente vulneráveis à perda de dados, ao roubo de dados ou à disrupção externa dos seus sistemas”.

Os seus investigadores de segurança acreditam que os descuidos de segurança vão continuar a originar fugas facilmente evitáveis, destacando “um número impressionante de empresas que não leva a cabo as simples – mas vitais – tarefas de manutenção que diminuem os riscos”.

A constatação e o alerta vêm no seguimento da divulgação do seu relatório de Previsão de Ameaças de 2017, no qual o Fujitsu Security Operations Center identifica 10 dos maiores riscos de segurança para as empresas.

Tendo por base dados reais na monitorização de ameaças de segurança atuais, a Fujitsu identificou que a ciberameaça mais significativa – não conseguir estar a par dos processos de segurança de tecnologias de informação básicos – é também a mais fácil de remediar.

De acordo com o relatório, entre as medidas imediatas que qualquer empresa pode tomar para se proteger melhor estão um patching de vulnerabilidades mais eficaz e a garantia de que apenas os utilizadores atuais têm acesso a sistemas críticos. Além disso, muitas organizações são demasiado generosas no que diz respeito aos privilégios de acesso ao sistema que dão a utilizadores normais.

Rob Norris, responsável de Segurança Empresarial e Cibersegurança da Fujitsu, comenta, em comunicado, que “cada avanço que procure apertar a cibersegurança significa uma diminuição exponencial da vulnerabilidade. Muitas organizações ainda não perceberam totalmente que, quando se depende da informática para gerir o negócio, estar offline significa, na prática, estar sem negócio. Não é apenas um risco financeiro, mas também um potencial dano para a sua reputação se ocorrer perda ou roubo de dados'.


Já recebe a e-newsletter Santander Advance Empresas?
Para receber gratuitamente
as notícias que interessam
a quem tem negócios,
introduza um endereço de e-mail:

CONTEÚDO RELACIONADO

Atualidade

Ciber-Segurança: Como está Portugal em 2017, segundo a ONU?

Atualidade

VÍDEO: Nova App Santander Totta Empresas

Empresas TV

Tendências do Setor das TIC em Portugal com Impacto nas Empresas

Empresas TV

O que é a cloud computing?