Como escolher um seguro para a empresa

A empresa decide quais as apólices que melhor se adequam à sua atividade específica. Há, no entanto, seguros obrigatórios como o de acidentes de trabalho, responsabilidade civil ou contra incêndios.

29-12-2017
Seguros_Empresas_427.jpg
A Autoridade de Supervisão de Seguros e Fundos de Pensões, antigo Instituto de Seguros de Portugal, é o organismo a quem deverá recorrer para saber quais são exatamente os seguros requeridos no exercício de uma atividade industrial.

"Aí poderá questionar concretamente, para a atividade que se propõe exercer e da forma que se propõe fazê-lo, quais os seguros que é obrigado a ter", explica o portal Todos Contam, que integra o Plano Nacional de Formação Financeira.

Fazer levantamento da oferta

Uma vez informado sobre os seguros a subscrever para o exercício da sua atividade industrial, o passo seguinte é fazer o levantamento da oferta existente no mercado, através, por exemplo, da consulta dos sites das diferentes companhias.

Autónomo ou em pacote

Existe a possibilidade de contratar cada seguro de forma autónoma ou fazê-lo em pacote. Seja qual for a opção, os cuidados a ter são os mesmos: verificar em detalhe as coberturas, as exclusões, o reembolso, entre outros aspetos dignos de relevo.

O seguro de acidentes de trabalho

Os seguros obrigatórios dependem da natureza do negócio da empresa e das circunstâncias em que estas vão ser exercidas. Existe, no entanto, um seguro que é transversal a todas as áreas de atividade industriais: o seguro de acidentes de trabalho. Independentemente da dimensão e do número de trabalhadores, este seguro é um custo com que contar numa empresa. O valor depende da apólice contratada e do risco inerente ao que é segurado, mas estima-se que em média possa rondar 1% dos valores totais a segurar.

Seguro contra incêndios e responsabilidade civil

O seguro contra incêndios é outro seguro inerente à atividade industrial, tal como o seguro de responsabilidade civil. Este último destina-se a cobrir o risco decorrente da obrigação de indemnizar terceiros, quer por danos causados pelo segurado quer por pessoas por quem este é responsável. Numa indústria, o seguro de responsabilidade civil geral pode cobrir uma grande variedade de riscos. Riscos numa atividade, como, por exemplo, a montagem de aparelhos de gás, ou numa profissão liberal, como advogado ou mediador de seguros.

Outros seguros

No caso de seguros mais específicos existe, por exemplo, o seguro de roubo (obrigatório para empresas privadas de segurança e entidades promotoras de exposição de obras de arte) e o seguro de assistência a pessoas (obrigatório para empresas de animação turística e para operadores marítimo-turísticos).


Já recebe a e-newsletter Santander Advance Empresas?
Para receber gratuitamente
as notícias que interessam
a quem tem negócios,
introduza um endereço de e-mail:

CONTEÚDO RELACIONADO

EVENTO

Feira Auto Industry Summit México

Atualidade

Como escolher um seguro

Atualidade

Missão Empresarial Mexicana em Lisboa de 23 a 25 de maio

Empresas TV

Tradição e Inovação no Vale do Ave