e-Shopping: 1 em 10 portugueses recebem encomendas no local de trabalho

Se é retalhista, saiba quais os métodos de pagamento e de entrega preferidos dos portugueses nas compras na Internet.

02-02-2018
entregas_427
Um elevado número de e-shoppers portugueses (68%) receberam a encomenda gratuitamente e, na maioria dos casos, a entrega em casa foi a opção escolhida (68%). Mas a segunda opção de entrega recaiu sobre o local de trabalho, que vale 13% das entregas. É mais, por exemplo, que a soma das entregas que ocorrem na loja do retalhista (click&collect), com 6%, ou numa estação de correios, com apenas 3 por cento. Há ainda os que optam por uma morada alternativa (diferente de casa ou trabalho) para entregas de e-commerce (5%). Quase metade (45%) receberam um e-mail ou SMS com a indicação aproximada da hora de entrega da encomenda.

As preferências de métodos de entrega e de pagamento de encomendas constam do E-shopper barometer DPDgroup, dado a conhecer em novembro de 2017, levado a cabo pela Kantar TNS, através de 24.871 entrevistas online em 21 países europeus e Rússia, sendo um milhar delas em Portugal.

Relativamente ao nosso país, diz o estudo que os compradores portugueses são apreciadores de uma vasta gama de opções de entrega que impactaram diretamente na probabilidade de compra.

Ter a possibilidade de alterar a entrega (94%) ou saber a janela exata de 1 hora de entrega (88%) torná-los-ia mais propensos a comprar num website / retalhista, afirmam os entrevistados. Já a entrega no própria dia (91%) e ao sábado /domingo (82%) é também muito valorizada entre portugueses. A entrega baseada na geolocalização do comprador é indicada por 83% dos inquiridos.

E que dizer dos métodos de pagamento? Digital wallets (como o PayPal) ou o Multibanco são os métodos de pagamento preferidos dos e-shoppers portugueses, com 59% e 51% das preferências, respetivamente. Mas estes métodos não registaram nenhum crescimento (ou decréscimo) nas preferências. Já os cartões Visa / Mastercard, em quarto lugar das preferências, com 25%, registaram um crescimento de +4pts enquanto método de pagamento preferido, só suplantado pelas apps de pagamento móvel (que valem agora 10%, com +5pts). Outros cartões de débito / crédito, com 18%, também registaram crescimento de +1pts. Dos inquiridos, 40% (-2pts) afirmam ter só um método de pagamento preferido, com os restantes a usarem mais do que uma forma.

Para a dona da Chronopost, os dados do estudo para Portugal revelam que o domicílio continua a ser o local mais utilizado para entregas, mas o interesse em alternativas está a aumentar por exemplo por parcel shops, lojas dos retalhistas (click&collect) e lockers (cacifos). As preferências de modo de entrega e pagamento variam muito de país para país. Para ir de encontro às expectativas dos seus clientes e desenvolver as atividades de e-commerce, os e-retalhistas devem atuar localmente para maximizarem as oportunidades.


Já recebe a e-newsletter Santander Advance Empresas?
Para receber gratuitamente
as notícias que interessam
a quem tem negócios,
introduza um endereço de e-mail:

CONTEÚDO RELACIONADO

Atualidade

e-Retalho: 8 fatores chave de sucesso para um projeto em Portugal

Empresas TV

Energia em Portugal: Perspetiva das Empresas