O que esperar de LinkedIn em 2018

A rede social para profissionais cativa muitos portugueses e é cada vez mais usada por empresas e negócios, muito para além de recrutadores. Saiba o que esperar este ano deste ativo da Microsoft.

01-02-2018
LinkedIn_2018
Os dados disponíveis no estudo Os Portugueses e as Redes Sociais, da Marktest Consulting, confirmam que o LinkedIn estabilizou a sua quota de penetração no mercado das redes sociais em Portugal ao redor dos 31% no ano passado, naquele que foi o primeiro ano de integração desta rede social no universo Microsoft, após o anúncio da sua aquisição em janeiro de 2016.

Desde então, os utilizadores do LinkedIn em todo o mundo não se depararam com grandes mudanças, mas há sinais e passos dados que apontam para um LinkedIn com novas ferramentas para aprimorar a sua finalidade primordial, bem como com novos recursos para a exploração das suas audiências, e uma maior integração com as ofertas da Microsoft, assente em dados e em inteligência.

O site Social Media Today antecipa aquilo que utilizadores, empresas de recrutamento e marketeers podem esperar do LinkedIn em 2018. Trazemos-lhe aqui as principais ideias:

Opções de dados aprimoradas: Com mais de 500 milhões de utilizadores profissionais cadastrados, e com perfis completos e detalhados, o LinkedIn pode vir a agregar as suas Soluções de Talentos já melhoradas à das Dicas e Insights, mais recentemente lançada. Com isto, o LinkedIn pode vir a ser capaz de fornecer aos utilizadores recomendações claras e personalizadas sobre seu percurso de carreira ideal, com base em tendências relacionados. Para as empresas, a promessa é: Encontre, atraia e recrute os melhores talentos!

Ferramentas avançadas de carreira: Espera-se que continue a desenvolver as suas opções de consultoria de carreira através do desenvolvimento e expansão das Soluções de Aprendizagem, em particular na sua plataforma de aprendizagem online LinkedIn Learning. Ainda que já disponível, esta extensa biblioteca de formação online para negócios, entidades de formação, entidades governamentais, indivíduos e equipas, pode vir a ter um próximo nível, ao interligar os seus utilizadores a mais e melhores informações e opções de formação. Isto ao mesmo tempo  que evoluem os seus programas de treinamento para se adequarem melhor às evoluções e tendências do setor. Capacite os seus funcionários é o convite!

Algoritmo melhorado: Este está na base naquilo que você vê no seu feed do LinkedIn, sendo conduzido por um processo de classificação interno que decide o que você vê, com base nos seus hábitos pessoais, ligações e interações. A haver melhorias a este nível, isto proporcionaria uma melhor experiência aos utilizadores, aumentando o seu nível de envolvimento, com mais tempo gasto, no consumo de conteúdo relevante e atual da plataforma, junto de outros utilizadores e empresas na plataforma. Machine learning e inteligência artificial ajudarão aqui certamente.

Integração adicional com aplicações e soluções da Microsoft: Isso vai tornar mais fácil aos clientes empresariais da Microsoft nessas aplicações extraírem mais informações e valor do LinkedIn, com lembretes sobre insights de carreira, tópicos de interesse e todos os “gatilhos” para ajudar a melhorar as interações com potenciais clientes com base nas informações listadas. Esperam-se vantagens distintivas a este nível.

Foco no vídeo: O LinkedIn poderia criar uma programação de vídeo exclusiva e focada no negócio que atraísse sua base de audiência, dando aos utilizadores mais conteúdos e motivos para permanecerem mais tempo. Por agora, os passos foram tímidos: Em agosto de 2017 foram introduzidos os vídeos, permitindo aos utilizadores consumirem, mas também produzirem o seu próprio conteúdo. Na aplicação móvel do LinkedIn pode gravar-se um vídeo ou carregar um vídeo pré-existente. E há já alguma analítica que permite avaliar a experiência.

Em Portugal, as empresas contam já com vários serviços empresariais do LinkedIn, nomeadamente anunciar vaga, veicular anúncio ou criar uma página corporativa, para além dos anteriormente mencionados.

Imagem: LinkedIn (Direitos Reservados)


Já recebe a e-newsletter Santander Advance Empresas?
Para receber gratuitamente
as notícias que interessam
a quem tem negócios,
introduza um endereço de e-mail:

CONTEÚDO RELACIONADO

Curso Online

Contar Histórias Visuais

Atualidade

Novo curso online: Storytelling

Empresas TV

7 Boas Práticas de Marketing Digital para 2015

Empresas TV

Controlo da Marca pela Empresa