Santander disponibiliza Linha de Crédito para a Descarbonização e Economia Circular

O Banco assina Carta de Compromisso para o Financiamento Sustentável em Portugal a 8 de julho.

05-07-2019
verde_684O Santander assina, no dia 8 de julho, juntamente com outras instituições, a Carta de Compromisso para o Financiamento Sustentável em Portugal.

Esta Carta de Compromisso vem ao encontro dos desafios assumidos pelo Santander, nomeadamente no que diz respeito ao crescimento sustentável, promovido através do financiamento à utilização de energias renováveis, à adoção de infraestruturas inteligentes e à implementação de novas tecnologias agrícolas e produtivas, mais eficientes e sustentáveis, com o objetivo de contribuir para uma economia de baixo carbono.

Reforçando este posicionamento, o Banco disponibiliza a Linha de Crédito para a Descarbonização e Economia Circular, que tem uma dotação máxima de 100 milhões de euros. Esta Linha destina-se a Micro, Pequenas e Médias Empresas certificadas pelo IAPMEI, com sede em território nacional. Com taxas bonificadas, o prazo máximo das operações é de 10 anos.

A cerimónia de assinatura, na Fundação Calouste Gulbenkian, conta com a presença do Ministro do Ambiente e da Transição Energética (MATE), João Pedro Matos Fernandes, que preside à Conferência “Roteiro Nacional para a Neutralidade Carbónica 2050 - O papel do financiamento sustentável”.

Na mesma Conferência será, ainda, divulgado o relatório “Linhas de orientação para acelerar o financiamento sustentável em Portugal”, que resulta do trabalho desenvolvido pelo “Grupo de Reflexão”, coordenado pelo MATE que, em parceria com o Ministério das Finanças e Ministério da Economia, teve por objetivo desenvolver um diálogo estruturado com o setor financeiro nacional, de forma a promover e acelerar as práticas de investimento sustentável em Portugal.



CONTEÚDO RELACIONADO

Atualidade

Santander é o Banco com a melhor reputação corporativa em Portugal no ranking da Merco