Empresas: Santander regista crescimento de 24% no número de clientes de Banco principal

O Banco em Portugal divulgou os resultados de janeiro a dezembro de 2018, nos quais merece especial destaque o foco colocado no segmento de empresas.

04-02-2019

Edf_Santander_Dez18_427.jpgNo final de 2018, o resultado líquido da Santander Totta, SGPS alcançou 500 milhões de euros, equivalente a uma subida de 14,6% em relação ao período homólogo. A evolução anual da conta de resultados reflete o impacto da integração do ex-Banco Popular Portugal nas contas do Banco, após a operação de aquisição e fusão concretizada no final de 2017.

No comunicado merece especial destaque o foco colocado no segmento de Empresas, com um crescimento de 24% no número de clientes de Banco principal, refletindo a estratégia de maior proximidade com os clientes, nomeadamente no quadro da oferta não financeira do Santander Advance Empresas.

Mas também, e no âmbito das linhas de crédito protocoladas com a PME Investimentos, o facto do Banco ser líder de mercado com uma quota de mercado de 23%, em valor, e de 21% em número de operações, de acordo com os últimos dados disponíveis. Também na Linha Capitalizar 2017, o Banco é líder com uma quota de mercado de 25% no sistema.

No ano transato, o Banco Santander Totta manteve o foco no apoio ao setor Empresarial, com toda a oferta financeira e não financeira, no sentido de tornar cada vez mais próxima a relação com os clientes, através de um conjunto de programas, iniciativas e divulgação de conteúdos no site Santander Advance, que conta já com 9.100 empresas registadas.

O programa Santander Advance Empresas mantém assim uma posição de destaque no mercado, pelo conjunto de soluções não financeiras que coloca ao dispor das empresas portuguesas, as quais promovem a empregabilidade de jovens, a formação contínua dos seus quadros e colaboradores, apoios à internacionalização e reforços nas áreas do digital.

Durante o ano de 2018, foram realizados 6 programas Advance de Gestão em Academia, dois em Lisboa, dois no Porto, um na Madeira e um nos Açores, destinados à formação intensiva de gestores, sócios gerentes, diretores financeiros e CEOs de PME, nas áreas de gestão, liderança e finanças, e ainda 2 programas Advance Journey na Madeira e nos Açores. Nestas iniciativas foram envolvidas mais de 300 empresas, contribuindo desta forma para o reforço da sua competitividade, ao melhorar as competências dos seus quadros e colaboradores. Foram, ainda, realizadas seis eventos BOX Santander Advance, no Porto, em Torres Vedras, Braga, São João da Madeira, Leiria e Santarém, consolidando a política de proximidade com as empresas, organismos, associações locais e universidades, através de troca de experiências, opiniões e partilha de conhecimento com todos os participantes.

Também no âmbito do programa Santander Advance Empresas, o Banco lançou a solução Conecte o Seu Negócio, com vista a alargar ainda mais a sua proposta de valor e ajudar as empresas na sua transformação digital. Esta solução permite a criação de uma app de um modo simples, rápido e com baixo custo, facilitando, deste modo, uma maior presença no mundo digital e a possibilidade de melhor fidelizar os seus clientes, incrementar as vendas e destacar-se dos concorrentes.

Relativamente ao crédito protocolado, destaca-se a liderança do Banco nas linhas de crédito PME Investimentos com uma quota de mercado de 23%, em valor, e de 21% em número de operações. Também na linha Capitalizar 2017, o Banco é líder com uma quota de mercado de 25% no sistema. É de salientar, ainda, que na Linha IFRRU 2020, o Banco tem vindo a promover o apoio aos clientes na reabilitação urbana, assumindo a maior linha do mercado.

O Banco Santander em Portugal continua a ter em carteira as maiores empresas portuguesas como utilizadoras de produtos de gestão de tesouraria, tendo reforçado a sua presença junto das PME, com a incorporação dos clientes de factoring e confirming oriundos do ex-Banco Popular Portugal. Esta performance foi conseguida graças à introdução de novos produtos e soluções no mercado, nomeadamente a Tesouraria Flexível, e à adaptação das estruturas das operações às necessidades cada vez mais exigentes das empresas, de que é exemplo a disponibilização da nova plataforma de NetBanco Factoring.

Em 2018, o número de empresas parceiras de negócio internacional do Santander em Portugal aumentou 4% em relação a 2017 o que se refletiu na subida de 5% no que respeita às receitas desta atividade, sendo de salientar os aumentos de 4% em comissões, 84% das quais correspondem ao negócio de trade finance e cash management.

Na rede de International Desk, o Banco captou um número significativo de clientes estrangeiros maioritariamente originados nas geografias onde o grupo Santander está presente, com impacto importante no investimento direto realizado em Portugal.

Em 2018, a revista Global Finance distinguiu o Santander em Portugal com o prémio “Best Trade Finance Provider”, como o Banco preferencial na montagem de todas as operações financeiras de apoio ao comércio externo das empresas portuguesas.

Já recebe a e-newsletter Santander Advance Empresas?
Para receber gratuitamente
as notícias que interessam
a quem tem negócios,
introduza um endereço de e-mail:

CONTEÚDO RELACIONADO

Atualidade

Santander eleito Banco do Ano em Portugal pela revista The Banker

Empresas TV

Educação Financeira Comércio Internacional Parte 1

Empresas TV

Educação Financeira: PIB (Parte 1)