Inovação em Portugal: morrer em ecossistemas

Qual a grande diferença entre os Estados Unidos e a Europa na morte de uma start-up? Gonçalo Quadros explica.

A Fundação Francisco Manuel dos Santos (FFMS) e o Instituto Superior de Economia e Gestão (ISEG) promoveram, em setembro de 2014, o debate a 'Inovação em Portugal' para a apresentação e discussão do livro de Manuel Mira Godinho com o mesmo tema. O debate contou com a presença de António Campinos, Gonçalo Quadros, Jaime Andrez e do autor, com moderação a cargo de Carlos Fiolhais.

Neste excerto do evento, Gonçalo Quadros, CEO da Critical Software, aborda a morte de start-ups e de negócios emergentes num e noutro lado do Atlântico. Refere o responsável que o grande problema de endereçar as necessidades de mercado é o de que estas são subtis e não são óbvias. Podemos acreditar que o mercado precisa de uma determinada solução e, de facto, não precisa dela. Isso é um problema.

Para o responsável, se temos uma empresa, temos que criar riqueza, e vamos comprometer uma parte dessa riqueza em investigação e desenvolvimento (I&D) de produtos que não são comercializáveis no imediato, e, então, se não acertarmos, morremos rapidamente. É isto que acontece a uma enormíssima percentagem das empresas start-up. Morrer é um dado adquirido e, se quisermos, até uma virtude no ecossistema.

Talvez seja esta a grande diferença entre a Europa e os Estados Unidos. A razão porque a Europa consegue, neste domínio, resultados muito piores quando comparado com os Estados Unidos é que neste morre-se muito mais facilmente. É natural e não custa. Na Europa, a morte custa: é prolongada, arrastada e vamos até ao limite para aguentar algo que não consegue atingir os seus resultados.

No problema, questão ou o desafio de atingirmos os resultados há outros dois desafios para sermos capazes de criar no nosso ecossistema interno para produzir bons resultados: o primeiro era o da criatividade e o segundo o do conhecimento.







Gonçalo Quadros
CEO da Critical Software

Já recebe a e-newsletter Santander Advance Empresas?
Para receber gratuitamente
as notícias que interessam
a quem tem negócios,
introduza um endereço de e-mail:

CONTEÚDO RELACIONADO

Curso Online

Criar um Produto Digital

Atualidade

41 jovens empreendedores à boleia do Programa Explorer

Atualidade

Santander assina novo protocolo da linha de crédito Capitalizar Mais

Empresas TV

Inovação em Portugal: indústrias, propriedade intelectual e emprego

Empresas TV

Financiamento à Inovação em Portugal