Multiculturalismo: Contributo da China para a Economia Global

As empresas chinesas nativas e as suas congéneres ocidentais a operar naquele mercado estão fadadas a um desafio comum, ainda que com objetivos e timings distintos: o da aceitação e promoção do multiculturalismo.

Se há anos apenas existia um mundo, uma língua e uma cultura dominantes no cenário mundial - a anglo-saxónica - isso hoje já não é assim. Uma panóplia de outras culturas e línguas, em resultado da emergência de países ou blocos como o Brasil, Leste da Europa, África do Sul ou Índia, que ganham cada vez mais importância e protagonismo, estão a fazer mudar a cena deste mundo, tornando inevitável acelerar aquilo que é já hoje uma realidade: o multiculturalismo.

Esse multiculturalismo, não apenas nos negócios, mas também na política e na educação, vai obrigar-nos a todos a saber como adaptar-nos entre uma e outra cultura para sobreviver no futuro. I.e., entre a nossa cultura, de origem, e a cultura de outros, no destino. E isto será uma skill preponderante nos anos vindouros.

Isto é particularmente notório e necessário no que diz respeito à China, cujo império continuará a expandir-se e a influenciar o resto do mundo. De um e outro lado da Grande Muralha, quer as empresas chinesas nativas, quer as empresas ocidentais estabelecidas e a operarem no maior mercado asiático, terão de saber conviver e a aprender a lidar com o multiculturalismo. De parte a parte.

Brian Renwick, Managing Director da Boyden China, explica neste vídeo da AESE, como o desafio do multiculturalismo está a ser encarado, e terá de ser visto, pelas empresas chinesas e ocidentais. Umas e outras terão de adaptar-se, ainda que a ritmos e com objetivos distintos, como nos explica. No fim, uma convicção: a China e as suas empresas terão e vão, numa questão de tempo, aprender também a serem multiculturais ao lidarem com o Ocidente, apesar das incontáveis eras que deste estiveram alheadas. As empresas ocidentais, por sua vez, nesse esforço de adaptação à China, não podem correr o risco de negar ou perder o background das suas origens.


*Está disponível uma versão com legendas traduzidas para português em http://youtu.be/9c9eJKLA-p4
(para obter legendas em português, ative primeiro as legendas, que serão por defeito em inglês. Depois, em definições, clique no dropdown de Legendas e selecione a opção 'Traduzir legendas' onde vai poder escolher o português).





Brian Renwick
Managing Director da Boyden China

Já recebe a e-newsletter Santander Advance Empresas?
Para receber gratuitamente
as notícias que interessam
a quem tem negócios,
introduza um endereço de e-mail:

CONTEÚDO RELACIONADO

EVENTO

Polónia: conheça as oportunidades de investimento

EVENTO

Santander fomenta oportunidades de negócio com o México no setor aeroespacial

Atualidade

Nova Linha Regressar Venezuela

Atualidade

Professores e investigadores podem usufruir do Programa de Bolsas Santander Investigação

Empresas TV

Ambiente Global de Mudança

Empresas TV

África e Europa, o presente e o futuro